Gestrinona na endometriose

A endometriose é uma importante doença ginecológica caracterizada pela presença de tecido semelhante ao endométrio fora do útero, ou seja, em qualquer outro lugar do corpo.
Os principais sintomas da endometriose são fortes dores pélvicas, cólica menstrual intensa, distúrbios intestinais, entre outros.
Gestrinona é um progestágeno sintético utilizado no tratamento da endometriose.
Devido aos seus efeitos antiestrógenos, antiprogesterona e androgênicos, apresenta perfil farmacológico apropriado para tratamento e redução de dor pélvica relacionada à essa doença.
Inicialmente utilizada por via oral, apresentava efeitos adversos indesejáveis.
Por essa razão, vias não orais, especialmente a via vaginal com a utilização de gel transdérmico, têm sido investigadas com a finalidade de reduzir os efeitos adversos de natureza androgênica e aumentar a eficácia clínica.

A Gestrinona para uso trandérmico apresenta os seguintes benefícios:

– redução da dor pélvica relacionada à endometriose;

– redução das lesões endometrióticas;

– amenorreia na maior parte das pacientes;

– elevada eficácia clínica;

– reduzidos efeitos adversos;

É uma opção promissora para o tratamento da endometriose através da via vaginal, apresentando elevada eficácia na região pélvica e reduzidos efeitos adversos sistêmicos.

Converse com seu médico e saiba mais sobre essa nova alternativa para o tratamento da endometriose!

Faça um Comentário